Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório Psicologia Familiar

Bem-vindo(a) ao Consultório Psicologia Familiar. Aqui poderá expor as suas questões e obter informações úteis sobre Vida Familiar.

Consultório Psicologia Familiar

Bem-vindo(a) ao Consultório Psicologia Familiar. Aqui poderá expor as suas questões e obter informações úteis sobre Vida Familiar.

Famílias Reorganizadas: Comunique Com a Outra Pessoa

21.12.12, Clínica Psicologia Lisboa

Família Reorganizada

 

A parceria na parentalidade é algo importante em todas as famílias, mas especialmente importante nas famílias reorganizadas.

É vital que chegue a uma compreensão e entendimento com a outra pessoa acerca das estratégias e estilo de parentalidade.

Irá reparar que naturalmente surgem diferenças, deve estar à espera disso, no entanto o que é importante é que todas as crianças sejam tratadas de forma justa e que sintam que são amadas respeitando a sua personalidade.

Chegar a acordo com a outra pessoa em aspectos importantes pode ajudar a antecipar problemas comuns e frequentes que as familias reorganizadas enfrentam.

Recolher informação acerca do assunto de famílias reorganizadas, fazer workshops ou consultar especialistas na área irá ajudar a ganhar recursos para lidar com os problemas.

 

 

Clínica Psicologia Lisboa

Consultório Terapia Casal

Consulta Psicoterapia Lisboa

Clínica Psicologia Porto

Há amor na sua família?

18.12.12, Clínica Psicologia Lisboa

Familias Reorganizadas

As famílias recompostas são famílias em que as vivências se gerem pelo afecto e não pelos laços sanguíneos.

São famílias cuja união se faz através do amor que nasce entre um homem e uma mulher(mãe/madrasta e pai/padrasto).

O casal decide unir-se pelo seu amor mas os filhos de cada um não têm qualquer afinidade com o novo adulto que entra nas suas vidas ou com os filhos do mesmo.

Normalmente a maior reestruturação surge nos filhos das mulheres, já que em Portugal os filhos vivem na esmagadora maioria das vezes com as mães. É no seio da vida destes que entra uma nova figura, com dinâmicas de vida diferentes, e que rivaliza com o amor e a atenção da mãe.E será no seio destes que entrarão no quotidiano irmãos dessa nova relação materna e os filhos do padrasto aquando das visitas dos mesmos ao pai.

 

O entusiasmo e a curiosidade pode rapidamente dar lugar a sentimentos de invasão e intrusão a todos os níveis, já que os espaços têm que ser reorganizados e partilhados entre pessoas que não se conhecem e nada têm a ver umas com as outras. Por outro lado, os filhos do homem têm que se adaptar a verem o seu pai dar amor e atenção a outras pessoas, a um novo espaço e a novas dinãmicas de viver e de estar. Parece-nos uma tarefa gigantesca e é de facto, para a jovem união de um casal apaixonado.

 

É necessário gerir e lidar com todos para que se sintam bem, tenham o seu espaço especial dentro da família e possam criar laços de afecto para se unirem numa família cujos alicerces são o amor,a amizade, a bondade, a partilha e a generosidade. Nem sempre é possível uma gestão saudável nestas famílias já que existem inúmeras variáveis que podem conduzir à desarmonia, mas se no seu caso a sua família é recomposta e feliz, lembre-se todos os dias que foram os seus filhos que lhe deram esse presente, ao colocarem de lado quaisquer dificuldades de adaptação e ao darem maior importância a verem a mãe/o pai, feliz.

 

Clínica Psicologia Lisboa

Consultório Terapia Casal

Consulta Psicoterapia Lisboa

Clínica Psicologia Porto

Hoje é dia de quê?

17.12.12, Clínica Psicologia Lisboa

Natal das Crianças

 

À medida que o dia de Natal se aproxima a ansiedade e a agitação crescem nos corações dos mais pequeninos da casa.

A chegada do Pai Natal, o nascimento do menino Jesus, a reunião da família, os doces que não se podem comer livremente ao longo do ano e claro os presentes, aquele momento tão esperado em que debaixo da árvore de Natal ou dentro do Sapatinho surgem embrulhos coloridos com fitas vistosas que escondem sonhos e desejos inconscientes.
 
Por vezes os pais ficam nervosos com esta quadra, já que nas carteiras os euros não abundam e os pedidos dos pequeninos são vastos e caros.
Não se preocupe. Aquilo que as crianças gostam realmente é de abrir presentes, da cor, da alegria e da magia que circunda o momento.
 
Neste Natal, seja prático e criativo.
Eis algumas Dicas para que o seu Natal possa ter a magia de sempre e surpreender adultos e crianças.
  • Faça bolachinhas e envolva-as em chocolate. Embrulhe-as em papel apelativo.
  • Aproveite fotos que tenha tirado ao longo do ano para fazer quadros, albuns e agendas personalizadas.
  • Visite e surpreenda-se com os preços apelativos das feiras e das lojas de artesanato português.
  • Envolva toda a família em busca do presente certo para cada pessoa, com um orçamento limitado e fixo.
  • Peça aos mais pequenos para fazerem as suas "obras de arte" e ofereça-as.
  • Visite os sotãos e caves da família: por vezes existem verdadeiras relíquias guardadas que farão as delícias de quem tiver o previlégio das receber.
  • O seu quarto, o seu mundo: não acha que o seu filho ou filha gostariam de ter algum objecto especial seu?

 

Muito mais que uma troca de presentes,o Natal é uma troca de afectos e partilha de corações que se interpenetram.

Este Natal dê AMOR!

 

Clínica Psicologia Lisboa

Consultório Terapia Casal

Consulta Psicoterapia Lisboa

Clínica Psicologia Porto

Familias Reorganizadas: O que são?

14.12.12, Clínica Psicologia Lisboa

Famílias reorganizadas

 

Chamamos famílias reorganizadas quando adultos divorciados ou viúvos com filhos formam novas relacionamentos com outros adultos com filhos.

A elevada taxa de divórcios hoje em dia aumentou imenso o número de famílias reorganizadas.

Sabemos o quanto é desafiante criar e educar os filhos. Existem cada vez mais pessoas que estão a descobrir que ao papel de educador nas famílias reorganizadas acresce um aumento de habilidade e sensibilidade para lidar com as diversas situações que surgem.

 

Clínica Psicologia Lisboa

Consultório Terapia Casal

Consulta Psicoterapia Lisboa

Clínica Psicologia Porto

Familias Reorganizadas: Os Filhos do Outro

10.12.12, Clínica Psicologia Lisboa

Familias Reorganizadas

 

A intensidade do amor na relação com a outra pessoa é a cola que mantém a nova família unida.

Tente o melhor que poder para não discutir com a outra pessoa acerca de assuntos relativos aos seus filhos.

Permita que a outra pessoa também ame os filhos dele(a) livremente. Se fizer isso ajudará a outra pessoa a amá-lo(a) a si com maior intensidade.

Os pais têm um amor intenso, instintivo e protector pelos seus filhos - um amor diferente daquele que têm pelos(as) seus/suas companheiros(as).

Você não está em competição com os filhos da outra pessoa, mas se sentir que está, então aceite o facto que os filhos terão sempre um lugar diferente do seu.

Vamos imaginar que você e a outra pessoa fazem uma excelente equipa numa modalidade desportiva. Vamos imaginar que obtém excelentes resultados os dois.

Vamos imaginar ainda que a pessoa que você ama também faz uma excelente equipa com os filhos dele(a) numa outra modalidade.

Será que lhe parece razoável querer que a pessoa que você ama deixe de praticar aquela modalidade com os filhos, para poder praticá-la somente consigo? Será que a pessoa que você ama tem a vitalidade e o entusiasmo de fazer equipa consigo se lhe disserem que não pode fazer equipa na modalidade com os filhos?

 

Se quer que a pessoa que você ama seja feliz, deixe-a "competir" naquilo que ela quer, sendo que isso melhorará a equipa consigo.

 

Quando parar de fazer essa luta, a outra pessoa irá ironicamente amá-lo(a) mais.

 

Clínica Psicologia Lisboa

Consultório Terapia Casal

Consulta Psicoterapia Lisboa

Clínica Psicologia Porto