Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório Psicologia Familiar

Bem-vindo(a) ao Consultório Psicologia Familiar. Aqui poderá expor as suas questões e obter informações úteis sobre Vida Familiar.

Consultório Psicologia Familiar

Bem-vindo(a) ao Consultório Psicologia Familiar. Aqui poderá expor as suas questões e obter informações úteis sobre Vida Familiar.

Falar Amor

23.05.13, Clínica Psicologia Lisboa

falar amor

 

A maioria de nós aprende durante o crescimento a linguagem dos pais, e toma para si essa forma de comunicação. Mais tarde poderemos aprender outras linguagens, mas geralmente já com esforço.

No amor é a mesma coisa. A sua linguagem afetiva e a da outra pessoa podem ser diferentes e se assim for, por muito que lhe comunique o seu afeto, ou as suas necessidades, a outra pessoa não vai perceber e não vai corresponder. Muito raramente o casal tem uma linguagem comum.

Tendemos a comunicar na nossa linguagem afetiva nativa e ficamos confusos quando a outra pessoa não compreende o que lhe estamos a dizer.

É importante que aprenda a comunicar na linguagem da outra pessoa para que possa ter uma relação mais feliz e preenchida de afeto.

 

Comunicar na linguagem afetiva da outra pessoa, pode parecer-lhe pouco natural. Mas a realidade é que comunicar afetos não tem que ser confortavel. Comunicar afetos é algo que fazemos para a outra pessoa na linguagem dela.

É como quando vai viajar e precisa encontrar a direcção de um bom hotel para descansar, ou de um bom restaurante para comer, ou de um bom bar para se divertir. Como é que faz? Comunica essa necessidade na linguagem dos nativos desse país. No amor é a mesma coisa.

 

Clínica Psicologia Lisboa

Consultório Terapia Casal

Consulta Psicoterapia Lisboa

Clínica Psicologia Porto