Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório Psicologia Familiar

Bem-vindo(a) ao Consultório Psicologia Familiar. Aqui poderá expor as suas questões e obter informações úteis sobre Vida Familiar.

Consultório Psicologia Familiar

Bem-vindo(a) ao Consultório Psicologia Familiar. Aqui poderá expor as suas questões e obter informações úteis sobre Vida Familiar.

Salve o casamento de um problema conjugal chamado depressão

05.05.12, Clínica Psicologia Lisboa

Clínica Psicologia Lisboa Depressão Casal

 

 

O que é a depressão no casamento?

 

A depressão no casamento é uma condição grave que pode abater-se sobre um dos elementos e lentamente destruir o casamento.



Pode começar a reparar que o(a) companheiro(a) já não se preocupa tanto consigo e com a relação tal como o fazia anteriormente.

Pode reparar que agora a relação já não é o centro da vida emocional dele(a).

Pode reparar que as expressões de afecto, carinho e compreensão desapareceram.

 

No seu lugar existe agora o vazio de horas sem a sua companhia, o negro da tristeza nas conversas e no desinteresse quando outrora havia a luz do entendimento e da tolerância.

 

Se repara nestes sinais, não deite tudo a perder, exigindo o que o outro pode não estar a conseguir dar à relação neste momento. A outra pessoa pode estar deprimida.

 

São inúmeras as causas que levam à depressão no casal, entre as quais:

  • a frustração do desemprego e o endividamento económico
  • a perda de um familiar
  • o sentimento de falta de apoio do(a) companheiro(a)
  • a sobrecarga de trabalho exigido tanto no emprego como em casa
  • após o nascimento de um filho
  • a perda gestacional
  • o período menstrual

 

A depressão no casal é uma doença que afecta a relação e nesse sentido afecta ambos todos os elementos da relação. Mas a depressão tem tratamento eficaz. A medicação e a psicoterapia são os caminhos certos para superar este problema.

 

Enquanto o tratamento decorre, e por vezes leva algum tempo até as coisas voltarem ao “normal”, faça o seguinte:

 

Mude o ambiente

Mude o seu ambiente rotineiro. Se trabalha na cidade, no fim-de-semana vá ver o mar. Se trabalha fechado(a) num escritório ande a pé na rua.

 

Estabeleça objectivos antecipadamente

Escreva num papel o que é importante que o casal faça para a próxima semana, próximo fim-de-semana, próximo mês, próximas férias.

 

Descanso

Deve respeitar a necessidade de descansar e dormir. Não é passar o dia na cama, ou o fim-de-semana a dormir. Mas deve dar espaço e tempo para descansar.

 

Faça exercício

Faça caminhadas. Aproveite a chegada do bom tempo para caminhar 30 minutos depois de jantar. Faça uma caminhada exploratória pela cidade até ao café ou centro comercial. Deixe o carro em casa.

 

Converse

Tenha a paciência e a tolerância para os silêncios, mas procure saber o que o outro está a pensar e a sentir. Com a insistência certa. Quero dizer mostrando preocupação mas sem cobrar se o outro não quiser falar ou não souber o que dizer.

 

Mantenha-se próximo, liberte-se das culpas

Expresse amor, carinho e compreensão. Afinal a outra pessoa está doente. Não tem culpa. Nem você. Mantenha o mesmo nível de aceitação pela doença da outra pessoa que você teria se ela estivesse com gripe.

 

Clínica Psicologia Lisboa

Consultório Terapia Casal

Consulta Psicoterapia Lisboa

Clínica Psicologia Porto