Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório Psicologia Familiar

Bem-vindo(a) ao Consultório Psicologia Familiar. Aqui poderá expor as suas questões e obter informações úteis sobre Vida Familiar.

Consultório Psicologia Familiar

Bem-vindo(a) ao Consultório Psicologia Familiar. Aqui poderá expor as suas questões e obter informações úteis sobre Vida Familiar.

Confiança na Relação, É preciso Intimidade Emocional

18.02.14, Clínica Psicologia Lisboa

Confiança na Relação

Muitos casais procuram saber como podem construir ou reconstruir confiança na relação.

Quando estamos a conhecer alguém não fazemos a mínima ideia se aquela pessoa nos tratará com honestidade e integridade. À medida que o tempo passa, a confiança desenvolve-se, mas nem sempre. Mesmo nas relações mais longas pode haver uma quebra de confiança se houver falta de intimidade emocional. No entanto, se as duas pessoas na relação conseguirem aprender a serem honestas na comunicação das suas necessidades, desejos, espectativas e receios, existe uma boa hipótese dessa comunicação ser sentida como amor e respeito pela outra pessoa e isso salva muitas relações do seu fim.

A intimidade emocional é um aspecto importantíssimo na construção de se ter confiança na relação com outra pessoa.

Algumas pessoas passam muito tempo e energia a preocuparem-se com o que a outra pessoa irá pensar se elas comunicarem o que querem verdadeiramente, outras pessoas desligaram-se dessa preocupação. Tanto umas como outras enviesam a comunicação verdadeira e genuína. Começa a surgir muito “ruido” e passado pouco tempo a comunicação é difícil.

 

É surpreendente como a relação muda para melhor quando se muda a comunicação. Quando se tem a oportunidade para dizer o que verdadeiramente se pensa e sente, o que se quer e deseja. E apesar dessa comunicação poder ser interpretada de outra forma pela outra pessoa, o facto é que a transparência na comunicação dissipa receios, resistências e desconfianças.

 

Estar sintonizado com a comunicação da outra pessoa é um processo que se aprende. Não é algo inato. Por vezes, em algumas fases da relação as pessoas entendem-se melhor, compreendem-se melhor e estão mais sintonizadas. Acontece quando os sonhos, aspirações e vontades são semelhantes. Mas quando são diferentes o que faz a diferença é se as pessoas conseguem manter a intimidade emocional e isso é feito através da forma e modo como comunicam.

 

A confiança e a intimidade emocional são mantidas através da ferramenta que é a comunicação. 

 

Clínica Psicologia Lisboa

Consultório Terapia Casal

Consulta Psicoterapia Lisboa

Clínica Psicologia Porto