Bem-vindo(a) ao Consultório Psicologia Familiar. Aqui poderá expor as suas questões e obter informações úteis sobre Vida Familiar.
ENVIE A SUA QUESTÃO.
As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações de emergência que só possam ter encaminhamento imediato. Nenhuma resposta pressupõe um diagnóstico por parte da nossa equipa nem a substituição de um acompanhamento especializado.

POSTS RECENTES

Auto-Estima

Baixar Stress, Equilíbrio...

Auto-motivação

Auto-Estima, Porque é tão...

Auto-Estima. O que é?

Aumentar Motivação pelo T...

Aumentar Autoestima

Intimidade Emocional, Com...

Sinta-se Bem! Sinta-se Es...

POTENCIE A SUA CONFIANÇA

ARQUIVOS

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Setembro 2011

Terça-feira, 29 de Setembro de 2015

Auto-Estima

Porque é a Auto-Estima tão importante?

Auto-Estima é a maneira ou forma como as pessoas vêem o seu valor e importância.

A auto-estima tem muito a ver com os sentimentos que as pessoas vão tendo quanto ao seu sentido de valerem ou de não valerem a pena. A auto-estima é importante porque influencia grandemente a forma como as pessoas fazem as decisões e as escolhas nas suas vidas. Aquilo que acreditam, o que sentem em relação às pessoas e como reagem aos acontecimentos e relações. Por outras palavras, a auto-estima é um factor de motivação para as pessoas desenvolverem o seu potencial ou reprimir em agonia emocional.

As pessoas com elevada auto-estima também são pessoas motivadas para cuidarem de si mesmas e para persistentemente avançarem na concretização dos seus objectivos e aspirações.

As pessoas com baixa auto-estima tendem a não considerar o seu valor pessoal como capaz de atingir resultados positivos e por isso tendem a deixar passar coisas importantes e a serem menos persistentes e resilientes para ultrapassar as adversidades. As pessoas com baixa auto-estima até poderão ter os mesmos objectivos que as pessoas de elevada auto-estima, mas geralmente são menos motivadas para os perseguir até à conclusão.

De alguma forma o conceito de auto-estima é um tanto ou quanto abstracto, no sentido que é difícil explicar a alguém que tem baixa auto-estima as implicações de não a ter elevada. Uma das maneiras de explicar a importância de uma elevada auto-estima é a pessoa começar a considerar como se sentiria se conseguisse obter aquilo que valoriza na vida.

Por exemplo, algumas pessoas valorizam a sua casa. E porque a sua casa é importante, elas cuidam muito bem desse bem. Tomam boas decisões quanto à forma como cuidam e preservam a casa, ao modo como a decoram e a protegem, à maneira como ela está apresentada para receber pessoas ou para permitir acolhimento.

A auto-estima funciona da mesma maneira, mas no que diz respeito à própria pessoa. Auto-estima é o cuidado, a atenção, o amor, a protecção e o desenvolvimento desse bem precioso que é a própria pessoa.

Auto-Estima.jpg

 

Dimensões da Auto-Estima

Elevada Auto-Estima e Baixa Auto-Estima

A auto-estima decorre num continuo que vai de baixa auto-estima a elevada auto-estima. É como a temperatura. Existe sempre. Mas existe em quantidade adequada ou insuficiente. Nesse continuo, a auto-estima varia de pessoa para pessoa e na mesma pessoa tende a variar consoante os acontecimentos da vida se aproximam ou afastam daquilo que a pessoa valoriza. Por isso não se pode concluir se uma pessoa tem elevada auto-estima ou baixa auto-estima através do que ela faz ou consegue da vida, mas antes do que ela sente e pensa acerca de si propria com essa conquistas ou não conquistas.

Auto-Estima e Personalidade.

A Auto-Estima também é um forte pilar da construção da personalidade. Crê-se que a Auto-Estima varia em proporcionalidade e razoabilidade. Algumas pessoas que sentem ter uma elevada auto-estima não a obtêm através dos seus feitos e desenvolvimentos. Antes dão credito a si mesmas independentemente de conseguirem atingir objectivos e ultrapassar desafios, até porque não os colocam. O seu sentido de elevada auto-estima deriva mais de um auto-reconhecimento do que a conquistas realizadas. Não é negativo, mas frequentemente são rejeitadas pelos outros porque não existe a correspondência entre o que a pessoa faz e a aquilo que se pensa dela.

O contrário também se verifica e até é mais frequente. Ou seja, pessoas que realizam objectivos, conseguem ultrapassar dificuldades e apesar de terem o reconhecimento de outras pessoas, não fazem elas próprias esse auto-reconhecimento, não se dando o crédito dos feitos.

Uma elevada Auto-Estima é fundamental para uma boa saúde mental e qualidade de vida, felicidade, optimismo e segurança em si mesmo, mas precisa de ser proporcional às realizações da pessoa.

 

Marcar Consulta Psicologia Lisboa

Marcar Terapia Casal

Marcar Consulta Psicoterapia Lisboa

Marcar Consulta Psicologia Porto

publicado por Clínica Psicologia Lisboa às 12:19
link do post | favorito
Sexta-feira, 29 de Maio de 2015

Baixar Stress, Equilíbrio Físico Psíquico

baixar stress

 

Baixar Stress é muito importante para um regular e bom funcionamento físico e psíquico.

Quando pratica determinados exercícios para baixar stress o seu organismo vai ter menos cortisol, vai baixar o ritmo cardíaco e vai regular a pressão arterial.

Baixar Stress – Respire profundamente

  1. Sente-se calmamente com uma mão em seu estômago, o outro em seu peito.
  2. Respire lenta e profundamente pelo nariz, enchendo seus pulmões.
  3. Prenda a respiração por alguns segundos.
  4. Expire lentamente pela boca até que todo o ar está fora de seus pulmões.
  5. Repita mais quatro vezes.

Baixar Stress – Meditar

É uma prática muito antiga e por alguma razão ainda é utilizada hoje para baixar stress.

Durante alguns minutos por dia, sente-se calma e confortavelmente. Enquanto você faz isso, preste atenção a uma das seguintes coisas: à sua respiração, a um objeto, ao som de uma palavra ou frase (mantra). Quando surgirem pensamento, sensações ou outras distracções, não há qualquer problema, o objectivo não é não pensar ou não sentir, o objectivo é prestar atenção, por isso volte com a atenção para aquela coisa inicial.

Baixar Stress – Exercício

Apenas a 30 minutos de caminhada, natação ou ginástica em casa, por dia vai acalmar sua mente, diminuir a hormona do stress, gastar a adrenalina e libertar endorfinas as substancias químicas que melhoram o humor. No final do dia você sentirá o cansaço, mas dormirá melhor.

Baixar Stress – Imaginação Guiada

Esta técnica tem as mesmas vantagens de relaxamento que a respiração profunda. Funciona assim:

  1. Sente-se num lugar tranquilo e imagine-se num lugar calmo e tranquilo, como uma praia. Imagine-se andar por esse lugar, imaginando todas as cores, cheiros, sensações e sons.
  2. Enquanto esta a imaginar esse lugar calmo faça uma respiração profunda e lenta.
  3. Continue até que se sinta completamente relaxado.
  4. A sensação será tão boa que não lhe irá apetecer voltar lentamente para o mundo real.

 

 

 

 

Marcar Consulta Psicologia Lisboa

Marcar Terapia Casal

Marcar Consulta Psicoterapia Lisboa

Marcar Consulta Psicologia Porto

publicado por Clínica Psicologia Lisboa às 15:37
link do post | favorito
Segunda-feira, 25 de Maio de 2015

Auto-motivação

perfeccionismo

 

Auto-motivação é o caminho pelo qual enfrentamos as dificuldades, agarramos a vida e prosseguimos os nossos objectivos.

 Auto-motivação – Divirta-se

Decida que o que quer que esteja a fazer é para se divertir. É um jogo que precisa de empenho, dedicação mas também de distanciamento. Só o facto de tomar esta decisão estará já a fazer auto-motivação.

Auto-motivação – Desempenhe um papel

O papel que desempenhar é aquilo que se tornará. Não tente ser o que se quer tornar. Simplesmente seja. Em breve e sem dar conta você tornou-se a pessoa que queria ser.

Auto-motivação – Esteja consigo

Por breves momentos, não faça nada. Respire e esteja somente consigo, enquanto observa os seus pensamentos e sentimentos. Observe-os como fenómenos que acontecem dentro da sua mente. Que não existem fora. Que não são matéria palpável. Que não são física. Apesar de poderosos, eles só existem na realidade da sua mente. Faça isto especialmente quando estiver a passar por situações difíceis, por sentimentos negativos e pensamentos de desistência. Desta forma estará a distanciar-se desses fenómenos e em breve sentirá algo mais positivo.

Auto-motivação – Mantenha-se aprumado

Limpe e arrume o seu ecossistema. O seu meio envolvente tem uma influência enorme na auto-motivação. Quando menos poluído estiver visualmente e auditivamente melhor se sentirá.

Auto-motivação – Use a Imaginação

Utilize ao máximo a imaginação para se ver, ouvir e sentir como se estivesse motivado. É um exercício poderoso que todas as pessoas que procuram auto-motivação fazem. Você imagina o que faz, o que diz e o que sente como se sentisse elevada auto-motivação.

Auto-motivação – Seja você mesmo

Se quer manter e aumentar a auto-motivação, então têm que existir momentos em que você se permite a não querer saber sobre o que os outros pensam de si naquele momento em que está a fazer o que é mais importante para si.

Vire a sua atenção para fazer com que os outros se sintam bem com eles próprios e não se preocupe com o que pensam de si.

A sua vida muda radicalmente quando você tiver este ideal como um dos prioritários.

 Auto-motivação – Pense diferente

Habitualmente você pensa “Todo o problema tem que ter uma solução”, pense antes “Cada solução tem um problema”.

Cada problema tem uma serie de soluções e oportunidades de aprendizagem e escolha. Na realidade você só é verdadeiramente livre e goza do direito de escolha quando tem problemas.

Auto-motivação – Passos pequenos é o segredo

Partir o seu grande objectivo em pequenos passos. Passos tão pequenos que é impossível não conseguir atingir.

Os passos são tão pequenos que será mais fácil começar a andar na direcção desse objectivo.

Qualquer grande objectivo requer que sejam feitos muitos pequenos passos. Por um lado, parece que não estará a fazer nada para conseguir o objectivo, porque os passos são muito pequenos, por outro não lhe custará absolutamente nada começar e continuar. Passado algum tempo você notará a diferença e irá reparar o quando se afastou do inicio e está mais perto do que quer.

Auto-motivação – Faça alguma coisa mal

Não espere até ser perfeito para começar a dar o passo seguinte, para assumir um grande ou pequeno desafio.

Ache graça de haver coisas na vida em que você realmente é um zero. Quando você fizer isso estará a desistir de trabalhar a sua perfeição e começará a trabalhar o seu objectivo.

 

 

 

 

Marcar Consulta Psicologia Lisboa

Marcar Terapia Casal

Marcar Consulta Psicoterapia Lisboa

Marcar Consulta Psicologia Porto

publicado por Clínica Psicologia Lisboa às 15:31
link do post | favorito
Sexta-feira, 22 de Maio de 2015

Auto-Estima, Porque é tão importante?

Auto Estima

 

Nada é tão importante como a forma ou o modo como sente e pensa acerca de si mesma – Auto-Estima.

Uma opinião favorável acerca de si, acerca do que faz e do amor que tem por si própria, ou seja uma elevada auto-estima, é algo que a maioria das pessoas sente que precisava.

Todas as pessoas sabem que ter uma auto-estima mais elevada melhora a forma como se vive. Mas porquê? Que efeito espetacular é esse que torna a auto-estima tão importante na vida de todas as pessoas?

Com uma auto-estima elevada a vida torna-se mais simples e leve.

Quando gosta de si as coisas tornam-se mais fáceis. Você não faz tempestades em copos de água, pelo menos não tão frequente. Você não se deita abaixo e não se chicoteia simplesmente porque errou, falhou ou não atingiu aquele patamar sobre-humano da perfeição.

Com uma auto-estima elevada você tem mais estabilidade emocional.

Quando a auto-estima é mais elevada, quando a opinião que tem de si é mais favorável, não tem tanta necessidade de tentar a aprovação e a valorização das outras pessoas. Claro que todos precisamos de alguma aprovação e valorização dos outros, essa necessidade é saudável, mas em excesso é difícil de conseguir seguir o seu caminho e o da aprovação ao mesmo tempo. Se a auto-estima for mais elevada, você sente menos necessidade de validação positiva e aprovação e a sua vida emocional deixa de ser uma montanha russa e passa a ser um campo verdejante num dia de primavera.

Com uma auto-estima elevada você tem mais foco para o que lhe é importante e desvia-se menos do acessório.

Se reparar bem, para a maioria das pessoas o pior inimigo são elas próprias, ou seja a forma e o modo como sentem e pensam acerca de si mesmas – baixa auto-estima. Quando se eleva a auto-estima começa-se a sentir que se merece mais da vida e dessa forma irá atrás dessas coisas. Irá empenhar-se e motivar-se em consegui-las, porque sente e pensa que as merece ter. Dessa forma é muito provável que tenha mais êxito em conseguir o que pretende o que faz aumentar a auto-estima. É um ciclo que se auto-alimenta.

Com uma auto-estima elevada você sente que tem mais poder atractivo nas relações.

Quando a auto-estima é mais elevada você tem todos os benefícios descritos o que faz com que seja apetecível estar consigo, conviver consigo. Todas as pessoas gostam de alguém que lhes pareça genuinamente seguro, confiante e com elevada auto-estima. As pessoas que você quer ter na sua vida também querem isso. Estar consigo passa a ser mais fácil. Menos ciúmes, menos desconfiança. Mais motivação, objectivos e dedicação.

 

 

 

 

 

Marcar Consulta Psicologia Lisboa

Marcar Terapia Casal

Marcar Consulta Psicoterapia Lisboa

Marcar Consulta Psicologia Porto

publicado por Clínica Psicologia Lisboa às 15:17
link do post | favorito
Quarta-feira, 20 de Maio de 2015

Auto-Estima. O que é?

Auto-estima exprime o conceito que cada um tem de si mesmo.

A pessoa auto avalia-se em função das suas qualidades subjectivas e susceptíveis de avaliação que podem ser consideradas positivas ou negativas, mediante as suas experiências de vida.

Auto-Estima.jpg

 

auto-estima é o grau de satisfação pessoal da pessoa consigo mesma…

a eficácia do seu próprio funcionamento e a atitude de aprovação que sente por si próprio. Baseia-se em todos os pensamentos que vamos recolhendo sobre nós ao longo das nossas vidas.

auto-estima tem 3 componentes: cognitiva, afectiva e comportamental.

A componente cognitiva é a opinião que se tem da própria personalidade e conduta; a componente afectiva é a valorização do que há em nós de positivo e negativo e a componente comportamental é a intenção e decisão de actuar.

auto-estima expressa-se através da razão entre o nível de sucesso obtido e as pretensões de cada pessoa. Se não existir equilíbrio entre as pretensões e o sucesso a pessoa tende a baixar a sua auto-estima e a sua auto-confiança.

Você tem uma boa auto-estima?

Faça um TESTE a si próprio.

- tem apreço por si próprio como pessoa, independentemente do que possa fazer ou ter, de tal forma que se considera igual, embora diferente, a qualquer outra pessoa?

- aceita as suas limitações, fraquezas, erros e fracassos e reconhece com tranquilidade os aspectos desagradáveis da sua personalidade?

- está bem consigo mesmo e sente-se bem na sua pele?

- tem em atenção as suas necessidades reais, físicas e psicológicas?

- escuta-se a si próprio e toma consciência do seu mundo interno com um sentimento de amizade?

-tem uma atitude aberta e atenta face ao outro, e reconhece que não podemos viver isolados nem independentes uns dos outros?

Se obteve menos de 4 respostas afirmativas deve procurar melhorar a sua auto-estima.

Muitos problemas psicológicos, como a depressão, a anorexia, os medos, a timidez entre outros, podem surgir numa determinada fase da vida, como consequência de um défice de auto-estima

auto-estima é simultaneamente causa e efeito de um crescimento saudável em todas as dimensões.

 

 

Marcar Consulta Psicologia Lisboa

Marcar Terapia Casal

Marcar Consulta Psicoterapia Lisboa

Marcar Consulta Psicologia Porto

publicado por Clínica Psicologia Lisboa às 10:28
link do post | favorito
Quarta-feira, 29 de Abril de 2015

Aumentar Motivação pelo Trabalho

Aumentar motivação pelo trabalho é um dos maiores desafios que frequentemente enfrenta na sua carreira profissional.

Aumentar Motivação.jpg

 

 

Seja pelo tipo de trabalho que faz, seja pelo tipo de pessoas que lida, seja pelo tipo de recompensas que recebe pelo que faz. Aumentar a motivação é uma tarefa exigente, árdua e constante.

Será que existe alguma coisa que possa fazer para aumentar motivação pelo seu trabalho? Considere o seguinte:

Aumentar Motivação desenvolvendo convicção.

Convicção é acreditar fortemente no que quer fazer. Acreditar fortemente dá a coragem, a vontade e a energia para dirigir-se para os objectivos. Pergunte-se quais são os seus objectivos de carreira? Como é que esses objectivos de carreira se cruzam com os objectivos da sua empresa? Se quer aumentar motivação pelo seu trabalho tem que acreditar nos objectivos da empresa e para ter um maior sentido e propósito de vida tem que alinhar os seus objectivos de carreira com os objectivos da empresa.

Aumentar Motivação desenvolvendo uma atitude positiva.

Aitude quer dizer a maneira como pensa e a forma como faz as coisas na sua vida. Qualquer que seja a tarefa que tem que fazer encare-a com uma atitude positiva. Uma atitude positiva quer dizer que você tem orgulho e paixão no que faz. Dar o seu melhor para superar a tarefa é uma atitude positiva. E se a tarefa for negativa para si, porque é entediante, stressante, aborrecida, rotineira ou outra coisa qualquer, então a sua atitude de orgulho e paixão é ainda mais positiva. Por que é que isto faz aumentar motivação? Porque isso vai fazer com que você se aproxime dos seus objectivos e dos objectivos da sua empresa. Por incrível que pareça aumentar motivação não tem a ver com a natureza agradável da tarefa mas antes com a sua atitude perante ela.

Aumentar Motivação desenvolvendo admiração.

Admire as qualidades e conquistas das pessoas. Principalmente se forem difíceis de conseguir. Para aumentar motivação comece por mostrar admiração pelas suas qualidades e conquistas. Se pretende que as outras pessoas vejam as suas qualidades e reconheçam as suas conquistas tem que começar você por vê-las e reconhecê-las. Tente perceber a importância do seu trabalho na empresa. Admire as qualidades e as conquistas das outras pessoas e mostre reconhecimento quando apropriado. Todos gostamos de reconhecimento e as pessoas estão mais dispostas retribuir reconhecimento quando o recebem.

Aumentar Motivação desenvolvendo empatia.

Empatia é a capacidade para imaginar e partilhar dos sentimentos e da experiencia de outra pessoa. No trabalho e ao longo da carreira irá conhecer pessoas que não cooperam, que são irrazoáveis, que têm sentimentos negativos perante si, como a inveja, o receio, o excesso de ego, a desconfiança, etc. Essas pessoas são aquelas que mais facilmente a irão desmotivar. Para ultrapassar isso, procure empatizar com as dificuldades dessa pessoa. As dificuldades que a fazem ser negativa perante si. A sua maior capacidade é a compreensão com a incapacidade dos outros. Senão porque estariam a reagir assim? Não será?

Aumentar Motivação mostrando sinceridade.

Sinceridade é dizer e fazer apenas as coisas que realmente acredita. Quando faz o que lhe compete, faça-o com sinceridade. Agradeça quando recebe ajuda. Conteste quando algo lhe desagrada. Diga sinceramente o que pensa. E não diga nada se achar que sinceramente não vai adiantar coisa nenhuma. Seja como for, agir com sinceridade aumenta motivação porque aumenta a coerência da si enquanto pessoa.

 

 

 

Marcar Consulta Psicologia Lisboa

Marcar Terapia Casal

Marcar Consulta Psicoterapia Lisboa

Marcar Consulta Psicologia Porto

publicado por Clínica Psicologia Lisboa às 10:21
link do post | favorito
Quarta-feira, 15 de Abril de 2015

Aumentar Autoestima

Aumentar Autoestima.jpg

 

Aumentar Autoestima – Diga PARAR à Auto-Crítica

Uma boa maneira para começar a aumentar autoestima é aprender a lidar e a substituir a voz crítica interior.

Todos temos uma voz crítica. Para alguns ela está sempre presente, para outros só em certas circunstâncias.

Essa voz critica interior serve muito bem para nos empurrar a fazer as coisas, ou para fazermos as coisas para termos uma certa aceitação, ou evitarmos a reprovação ou avaliação negativa dos outros. No entanto, essa mesma voz interior faz o contrário de aumentar autoestima.

Esta voz crítica interior dispara pensamentos destrutivos do tipo “Se não ficares a trabalhar até mais tarde vão pensar que és preguiçoso e descuidado”, “Os outros fariam isto muito melhor e mais rápido”, “Não és tão interessante como aquela colega”.

A primeira coisa a fazer para aumentar autoestima é perceber que estes pensamentos parecem ser verdades para si, mas poderão não corresponder à realidade. Poderão de facto ser a forma como pensa. Mas quantas vezes já deu por si a mudar de ideias, a ter outros pontos de vista, a perceber que numa altura aquilo que parece verdade não o é numa outra ocasião.

A segunda coisa a fazer para aumentar autoestima é simplesmente dizer PARA à sua mente sempre que ela começar a dar-lhe estes pensamentos críticos. Pode até dizer “Não, não, não vás por aí”.

A terceira coisa a fazer para aumentar autoestima é pensar alguma coisa construtiva, que traga um resultado positivo à situação ou a outra situação se não poder fazer nada quanto aquela.

Aumentar Autoestima – Hábitos Saudáveis são Fundamentais

Para tornar a voz critica menos intensa e menos frequente e ao mesmo tempo conseguir motivar-se para os seus objectivos e aumentar autoestima é muito importante que comece a tornar os seus hábitos o mais saudáveis possível.

Uma das formas para começar a ter hábitos de melhorar autoestima e substituir essa voz interior critica é lembrar-se dos benefícios. Escreva diariamente os benefícios de sentirá quando um dia mais tarde tiver muito boa autoestima. Que tipo de pessoa será? O que conseguirá fazer melhor? Que resultados práticos acontecerão na sua vida? Escreva isso todos os dias em 5 minutos. Irá encontrar neste hábito de se lembrar de aumentar autoestima uma forte ferramenta motivacional. Por exemplo, Quando perder peso a sua auto-imagem irá melhorar e sentir-se-á melhor. Quando não fumar irá sentir-se mais forte, seguro e capaz, para além que irá gastar esse dinheiro em roupa ou viagens. Quando ganhar mais dinheiro irá viajar mais, conhecer outras pessoas e realidades diferentes.

Outra das formas para começar a ter hábitos de melhorar autoestima é pensar no que realmente gostaria de fazer. Quando você gosta realmente de alguma coisa a sua motivação dispara como um foguete e fazer essas coisas torna-se fácil e prazeroso. Quando gosta realmente de alguma coisa você puxa por si a ter e ultrapassa com facilidade qualquer resistência. Com base nisso, quando acontecer perder a motivação uma coisa na sua vida pergunte-se “Estou a fazer o que gosto realmente?” Se não está e se for possível mudar então comece a pensar como muda o carril, o caminho. Não será imediato, mas será uma viagem que irá aumentar autoestima quando o conseguir.

 

 

Marcar Consulta Psicologia Lisboa

Marcar Terapia Casal

Marcar Consulta Psicoterapia Lisboa

Marcar Consulta Psicologia Porto

publicado por Clínica Psicologia Lisboa às 10:17
link do post | favorito
Quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2014

Intimidade Emocional, Como desenvolver

intimidade emocional

A Intimidade Emocional não deve ser confundida com intimidade sexual.

A intimidade emocional é a capacidade para aceitar o outro tal como é e não o que ele se pode tornar. É a capacidade para se sentir confortável um com o outro até ao ponto em que não sente avaliação ou julgamento na relação.

A intimidade emocional é o sentimento de aceitação, respeito, admiração e reconhecimento que existe um lugar em que se pode recolher quando esta mal.

 

É exigente para ambas as pessoas desenvolver essa relação tão enriquecedora. Implica que você e a outra pessoa mude aspectos da personalidade o que implica que tem que reconhecer primeiro o que sente e pensa, o que acredita ser importante e ver, ouvir e sentir a “verdade” da outra pessoa.

 

É importante que reconheça os padrões de comportamento e sentimento. Precisa de estar consciente do seu verdadeiro Eu.

Intimidade emocional é o contrário de ter dificuldade em “abrir o jogo” com a outra pessoa, porque receia ou “sabe” que vai receber criticas?

Intimidade emocional é o contrário de ter receio ou de “saber” que os seus sentimentos, desejos, vontades e expectativas são diferentes e inconciliáveis com os da outra pessoa.

 

A intimidade emocional é algo que se consegue com o tempo e com o conhecimento de si próprio e da outra pessoa.

Para isso é necessário que haja tempo em comum, que haja coisas comuns para fazer, que haja situações vividas em comum. O desafio é manter este interesse comum conciliado com as exigências das rotinas diárias.

 

A intimidade emocional implica aproximação e toque.

Gestos amorosos, carinhosos, que expressem afecto. Se existem crianças na relação é importante para elas que vejam os pais a ter gestos de afecto um para com o outro. Apesar dos ciúmes que naturalmente os miúdos possam expressar por essa aproximação entre os pais, os pais têm que compreender que é importante que as crianças percebam, entendam e sintam que são únicas e exclusivas em determinados contextos da vida e noutros contextos existem outras pessoas que também o são. Quando os pais expressam esse carinho e afecto através de gestos estão a ensinar que a intimidade emocional não é garantida é construída e mantida. Que o amor é um processo de manutenção e não uma dádiva espontânea que encontramos por sorte.

 

A intimidade emocional implica ouvir o outro.

Mesmo com o cansaço da rotina das tarefas diárias ou do trabalho e mesmo que a vontade seja abstrair, descansar e isolar, ter o tempo merecido para si, é importante ouvir a outra pessoa, estar junto a ela. Mesmo que a conversa seja a mesma, mesmo que não haja novidades, alterações, mudanças significativas na vida. Mesmo que seja um dia “normal”, habitual e nada extraordinário. Esses são os dias em que tem que se aproximar e ouvir a outra pessoa. Os homens precisam perceber que as mulheres precisam de atenção, tempo para falar das suas coisas. Diz-se que os homens são de Marte e as mulheres são de Venos. Bem o que isso quer dizer é que os homens dão mais atenção às grandes coisas, às grandes mudanças, às viagens uma vez por ano, ao dia de aniversário, aos grandes presentes, aquelas coisas que são raras e grandes. As mulheres dão importância à continuidade, à constância, à permanência, às pequenas coisas mas frequentes. A pequena lembrança muito frequente é muito mais importante que o grande presente uma vez por ano.

Os homens têm que se esforçar para corresponderem a esta diferença e meter na consciência que pouco e frequente é mais importante que muito e raro. Desta forma a intimidade emocional cresce na relação.

 

Clínica Psicologia Lisboa

 

Marque Consulta Psicoterapia

publicado por Clínica Psicologia Lisboa às 11:20
link do post | favorito
Terça-feira, 21 de Janeiro de 2014

Sinta-se Bem! Sinta-se Especial!

Depressão

 

Quantas vezes olhou para o espelho e ficou triste? Quantas vezes a imagem refletida não lhe parecia a imagem sentida?

Sentir-se em baixo é algo muito intrínseco, que acontece a qualquer um de nós, e que mina completamente o bem-estar.

Existem vários troques para evitar esse iniciar de dia que nos torna deprimidos e menos funcionais, uma vez que o mal-estar gera improdutividade e mau humor.

  • Prepare a sua roupa antecipadamente e com tempo, preferencialmente de véspera.
  • Se for Mulher, use uma maquilhagem natural que a favoreça.
  • Coloque algo que o diferencie da maioria, pode ser apenas um pequeno acessório, para que se senta especial, tal como você é.
  • Tome um bom pequeno-almoço antes de sair de casa e tenha cuidado com os excessos alimentares.
  • Sorria! Um sorriso faz milagres.

 

A diferença entre sair de casa a sentir-se bonita/o é que o seu dia será maravilhoso e a sua alegria contagiante para quem a/o rodeia.

Sinta-se Bem! Sinta-se Especial!

 

Clínica Psicologia Lisboa

 

Marque Consulta Psicoterapia

publicado por Clínica Psicologia Lisboa às 10:02
link do post | favorito
Domingo, 29 de Setembro de 2013

POTENCIE A SUA CONFIANÇA

Insegurança

Minimize as suas inseguranças. Todas as pessoas são inseguras em relação a alguma coisa – no mínimo com aquilo que lhes é importante – mas se a insegurança a estiver a prejudicar, então desenhe uma linha no papel divida essa linha em intervalos de tempo e pense para cada intervalo de tempo se tem razões para temer não conseguir o que quer. Comece pelo intervalo de tempo mais próximo, não pense no intervalo de tempo que vem a seguir. Veja como se sente.

 

Veja o Site da Clínica Psicologia Lisboa

publicado por Clínica Psicologia Lisboa às 12:25
link do post | favorito
Segunda-feira, 16 de Setembro de 2013

POTENCIE A SUA CONFIANÇA.

auto-estima

 

Minimize as suas inseguranças. Todas as pessoas são inseguras em relação a alguma coisa – no mínimo com aquilo que lhes é importante – mas se a insegurança a estiver a prejudicar, então desenhe uma linha no papel divida essa linha em intervalos de tempo e pense para cada intervalo de tempo se tem razões para temer não conseguir o que quer. Comece pelo intervalo de tempo mais próximo, não pense no intervalo de tempo que vem a seguir. Veja como se sente.

 

Veja o Site da Clínica Psicologia Lisboa

publicado por Clínica Psicologia Lisboa às 12:30
link do post | favorito

O Consultório Psicologia Familiar é desenvolvido pela Clínica Psicologia Lisboa.

psicoterapiaDr. Pedro Albuquerque licenciou-se em Psicologia Clínica e do Aconselhamento, especializou-se em Psicoterapia de Grupo, Terapia de Casal e Coaching. Desenvolveu a sua práctica clínica no Hospital Júlio de Matos e em clínicas privadas. Possui estudos de doutoramento em Psicologia Clínica, pela Universidade de Coimbra. Formação em EMDR e Programação Neuro-Linguistica. É membro da Sociedade Portuguesa de Psicodrama, da Sociedade Portuguesa de Terapia Familiar, da Sociedade Portuguesa de Psicoterapias Construtivistas e da Associação Portuguesa para o Mindfulness. É fundador da Clínica Psicologia Lisboa.

psicoterapiaDr. Ana Teresa Marques licenciou-se em Psicologia Clínica, especializou-se em Psicoterapia Individual, Terapia de Casal e da Familia. Desenvolveu a sua práctica clínica no Instituto de Cardiologia Preventiva e em clínicas privadas. É membro da Sociedade Portuguesa de Terapia Familiar. É membro fundador da Associação Portuguesa para o Estudo e Prevenção dos Abusos Sexuais de Crianças e da Associação EMDR Portugal. É fundadora e Directora Clínica da Clínica Psicologia Lisboa.


CONTACTOS:
Morada: Av. João XXI, nº. 28, 2º.Dir, Lisboa
Telefone: 96 140 49 50
Telefone: 91 437 50 55
Email: clinica.psicologia.lisboa@gmail.com
Site: www.clinicapsicologialisboa.com

PESQUISAR NESTE BLOG

 

tags

todas as tags

links

SUBSCREVER FEEDS