Bem-vindo(a) ao Consultório Psicologia Familiar. Aqui poderá expor as suas questões e obter informações úteis sobre Vida Familiar.
ENVIE A SUA QUESTÃO.
As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações de emergência que só possam ter encaminhamento imediato. Nenhuma resposta pressupõe um diagnóstico por parte da nossa equipa nem a substituição de um acompanhamento especializado.

POSTS RECENTES

Poupe sem Esforço... Viva...

Comece o Dia Sorrindo... ...

Tarefas Domésticas: Confl...

Todos os Dias Quando Cheg...

ARQUIVOS

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Setembro 2011

Quinta-feira, 21 de Junho de 2012

Poupe sem Esforço... Viva com Tranquilidade

poupar sem esforço

 

Hoje em dia, basta abrir os jornais ou internet, ou ligar a televisão para nos sentirmos no meio de um filme de terror. Crise, crise, crise.

Até os menos suscetíveis, ou porque a vida lhes corre de feição ou porque a sua forma de ver o mundo é muito positivista se assustam, deixando-se contaminar com medos e receio do presente e do futuro.

Casais jovens repensam se poderão arriscar e ter um filho, se poderão sair de casa dos pais, e até mesmo aqueles que têm um bom emprego temem perdê-lo a qualquer instante.

Realmente o cenário parece catastrófico e como em qualquer catástrofe o sentimento que nos inunda é a impotência. Sabemos no entanto que em momentos de desespero, as pessoas têm uma enorme resiliência e ultrapassam os mais sérios desafios, desde que psicologicamente estejam
conscientes e com a perfeita convicção que o têm de fazer.

Poupar está na ordem do dia pelo que lhe iremos fornecer, ao longo do mês de Junho, algumas dicas que ajudem neste propósito.

 

Dicas de poupança:

  1. Faça sempre uma lista antes de ir às compras. Para lhe facilitar o trabalho vá apontando o que lhe vai fazendo falta ao longo da semana. Se souber o que realmente precisa não fará gastos supérfluos.
  2. Faça menus semanais. Se tiver estabelecido o que vai cozinhar para a sua família, as compras serão de acordo com os menus e não de acordo com a impulsividade do momento.
  3. Quando for às compras saiba quanto pode gastar. Vá somando o valor dos produtos que vai colocando no seu carrinho de compras para não ter surpresas quando chegar à caixa.
  4. Compre em grandes quantidades apenas quando fizer sentido. Tenha em atenção que se por vezes comprar em grandes quantidades pode ser proveitoso, pode também resultar em gasto supérfluo se os produtos se estragarem ou não forem consumidos a curto, médio prazo.
  5. Guarde as faturas e faça uma tabela Excel. Se tiver sempre à mão o valor dos produtos poderá comparar preços entre vários estabelecimentos e optar assertivamente.
  6. Prepare uma merenda antes de sair de casa. Os lanchinhos diários são sempre muito apetecíveis e também muito dispendiosos. Reserve 10 minutos da sua manhã para preparar algumas frutas, iogurtes, sandes ou bolachas para ingerir ao longo do dia entre refeições, quando a fome apertar.
  7. Aproveite sobras para levar ao almoço. Se cozinhar em maiores quantidades ao jantar, fica com sobras para o seu almoço, bem como para o almoço dos seus filhos. Guarde as sobras imediatamente após o jantar para que a qualidade da refeição se mantenha.
  8. Aproveite horas livres e cozinhe em quantidade. Se cozinhar em maiores quantidades do que aquela que vai usar, por exemplo o dobro da dose, poderá congelar uma refeição e assim ter sempre refeições à disposição. Poupa em tempo, em combustível e em ingredientes.

 

Ao final do mês, veja como lhe correu bem a poupança e Sorria. Afinal você foi capaz…

 

Consulta Psicologia Lisboa

Terapia Casal

Consulta Psicoterapia Lisboa

Consulta Porto

Consulta Faro

Consulta Aveiro

Consulta Braga

Consulta Santarém

Consulta Viana do Castelo

Consulta Leiria

Consulta Évora

Consulta Setúbal

Consulta Beja

Consulta Coimbra

publicado por Clínica Psicologia Lisboa às 14:42
link do post | favorito
Sábado, 16 de Junho de 2012

Comece o Dia Sorrindo... Mesmo Que Lhe Apeteça Arrancar os Cabelos

otimo dia clinica psicologia lisboa

 

De manhã começa o dia para todos, mas geralmente para si, que é mulher e mãe de família, o acordar não é suave nem pacífico.

Pode começar com o tocar do despertador, mas também pode começar com os gritos das crianças a chamarem ou dos bebés a chorarem.

É preciso levantar as crianças, lavá-las, vesti-las, dar-lhes o pequeno-almoço e preparar as mochilas da escola e as lancheiras. Se levam o almoço de casa é preciso começar a cozinhar logo de manhã. Camas para fazer, louça dos pequenos-almoços para arrumar, orientar almoços se os meninos
vão almoçar a casa e destinar o jantar. O que faz falta comprar para o dia e para o dia seguinte, se as roupas da escola estão preparadas, fatos de ginástica e de actividades desportivas. Se existem animais de estimação em casa, é preciso tratar da sua higiene, passear os cães quando existem, dar-lhes comida e água. Finalmente, o pequeno-almoço está tomado mas eis que a pequenota da casa entorna o leite com chocolate em cima. Novamente é preciso lavá-la, trocá-la e limpar os estragos na cozinha. E agora o seu telemóvel está a tocar; é uma colega que quer saber como se faz a inserção de dados para a reunião do meio-dia. Você explica-lhe enquanto olha de relance para o relógio.

Tudo pronto para sair.

-Esperem, Você ainda não está pronta. Ainda não se vestiu sequer. Nova corrida nova viagem. A família à porta, estão a ficar atrasados e você tem que tomar banho, vestir-se, arranjar-se. Onde está a minha roupa? Hoje afinal está a chover...

 

O stress apodera-se de si, logo pela manhã e por muito muititask que você seja, ou acorda 1 hora mais cedo ou vai estar sempre a correr e a falhar.

 

Na realidade é possível alterar a sua vida diariamente e passar a ter manhãs mais calmas se usar alguns truques muito simples, que fazem com que as suas horas "tóxicas" ou "de ponta" sejam horas mais calmas, com mais disponibilidade para a família.

 

Eis algumas dicas:

 

  • Prepare as roupas no dia anterior à noite, dos seus filhos e também as suas; verifique na internet qual o tempo que irá fazer-se sentir na sua cidade para que não tenha que fazer trocas de última hora
  • Os mais pequenos da casa podem tomar um banho mais calmo e relaxante à noite, em vez de tomarem ao acordar
  • Deixe o pequeno-almoço meio preparado, isto, é, deixe a mesa posta à noite e os alimentos à mão
  • Se possível prepare almoços e lanches de véspera, para que apenas tenha que aquecer os termos, se houver necessidade
  • Prepare sacos de ginástica e mochilas, bem como a sua carteira e pasta, e deixe-os na entrada da casa
  • Deixe preparadas as tigelas da comida e água dos animais
  • Quando preparar a sua roupa, prepare também adereços e maquilhagem de forma a ter tudo à mão de manhã
  • Penteie as crianças, principalmente as meninas de cabelos compridos, antes de irem para a cama, para que de manhã não se aborreçam muito
    com nós indesejados nos cabelos
  • Tome banho e maquilhe-se, se possível antes de as crianças acordarem, mas não se vista logo, para evitar “estragos irreparáveis”
  • Vista as crianças depois destas terem tomado o pequeno-almoço e lavado os dentes, para que não se sujem
  • Aos fins-de-semana, faça as compras para a semana, com o auxílio de listas, de forma a não se preocupar com compras durante a semana.
  • Faça menus semanais, de almoços e jantares e adeqúe as compras aos menus.
  • Não atenda o telefone a não ser que esteja à espera de uma chamada urgente

 

Posto isto, coloque uma música simpática e motivadora quando acorda, Relaxe e sente-se a tomar o pequeno-almoço com a sua família e deixe a limpeza da cozinha e arrumação dos quartos para último lugar; caso não tenha tempo para o fazer, não se sinta mal por isso.

 

Consulta Psicologia Lisboa

Terapia Casal

Consulta Psicoterapia Lisboa

Consulta Porto

Consulta Faro

Consulta Aveiro

Consulta Braga

Consulta Santarém

Consulta Viana do Castelo

Consulta Leiria

Consulta Évora

Consulta Setúbal

Consulta Beja

Consulta Coimbra

publicado por Clínica Psicologia Lisboa às 21:07
link do post | favorito
Quarta-feira, 18 de Abril de 2012

Tarefas Domésticas: Conflito ou Negociação?

Clínica Psicologia Lisboa Tarefas Domésticas

 

A divisão das tarefas domésticas sendo um dos mais frequentes problemas de relacionamento relatados pelos casais, é uma das áreas de negociação que deveria ser das mais fáceis de resolver, mas geralmente não é assim.

 

Uma das razões prende-se com o facto de tradicionalmente o homem não faz a sua parte na limpeza da casa, nas compras de supermercado, no lavar
a roupa ou a loiça. Pode dever-se a não ter sido habituado na casa dos seus pais, mas o facto é que colocar estas tarefas sobre a mulher justificando-se consciente ou inconscientemente com a sua infância cria na maioria das vezes situações que são sentidas como falta de respeito.

 

O homem pode até acreditar que as tarefas domésticas são obrigação de ambos, mas muitas vezes o seu comportamento diz o contrário.

 

Uma outra questão que potencia este problema é que frequentemente a mulher personaliza negativamente este comportamento do homem sentindo-se atingida no seu valor – que ele não valoriza o seu esforço, que ele não aprecia a sua dedicação, que ele não a ama.

 

Por vezes os homens referem que nem reparam que a mulher está a fazer o trabalho todo de casa. Depois de reconhecerem que falharam nesse compromisso pedem desculpa, mas surpreendentemente a coisa habitualmente dura pouco; a mulher censura, critica e resmunga perante a falta de atenção devida, uma posição que a maioria das mulheres detesta.

 

Uma boa técnica para minimizar esta diferença é preparar uma espécie de contracto no qual são listadas todas as coisas essenciais relacionadas com as tarefas domésticas.

 

Neste contracto, faça duas colunas para cada tarefa. Uma das colunas servirá para registas quem faz a tarefa actualmente. A segunda coluna irá reflectir o resultado da negociação, ou seja: quem concorda em fazer essa tarefa no futuro.

 

Entre as tarefas habituais de compras para a casa, cozinhar, lavar e estender a roupa, passar a ferro, limpar as casas de banho, aspirar e limpar o pó, não se deve esquecer as tarefas relacionadas com os filhos, o ver o correio, o pagamento de contas, o controlo financeiro, a papelada burocrática, despejar o lixo, lavar e aspirar o carro, etc.

 

O benefício de fazer esta negociação é que ela é tanto um mapa anti-esquecimento e anti-distracção como é um contracto de compromisso no sentido de reforçar o entendimento da realidade que ambos acordaram estar a decorrer.

 

Consulta Psicologia Lisboa

Terapia Casal

Consulta Psicoterapia Lisboa

Consulta Porto

Consulta Faro

Consulta Aveiro

Consulta Braga

Consulta Santarém

Consulta Viana do Castelo

Consulta Leiria

Consulta Évora

Consulta Setúbal

Consulta Beja

Consulta Coimbra

publicado por Clínica Psicologia Lisboa às 14:19
link do post | favorito
Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2012

Todos os Dias Quando Chego a Casa

Casal Tarefas Domesticas

Questão colocada: “Todos os dias quando chego a casa, quase que tenho um ataque. Fico tão furiosa que me apetece voltar a sair e não entrar nunca mais. Já não gosto de estar em casa com o meu marido pois a casa é para nós uma guerra permanente. Assim que entro começo a gritar e não paro mais. A culpa não é minha e não sei o que fazer. O meu marido não arruma nada em casa e espera que eu chegue do meu trabalho para fazer tudo em casa enquanto ele se dedica a navegar no computador. Que posso fazer para alterar a situação?”

 

Cara leitora

 

Partilhar as tarefas domésticas é algo bastante justo nos dias de hoje, em que a mulher trabalha tanto ou mais que o homem, pelo que a responsabilidade da manutenção de um lar agradável e aprazível pertence a ambos os membros do casal. Todas as tarefas domésticas recaírem num só elemento, normalmente na mulher, é extremamente injusto e penalizador para a relação, uma vez que a mulher, ao acumular dois trabalhos, deixa de ter tempo para si própria, para descansar e para se dedicar ao seu marido e família. Além disso a mulher vê essa discriminação como um desrespeito a si própria e uma falta de afectividade e interesse por parte do seu marido, tendendo a generalizar que se este não se preocupa com o seu cansaço e excesso de trabalho é porque não a ama verdadeiramente, apenas lhe interessa ter uma mulher que além de ser a sua mulher é também a continuação da sua mãe, cuidadora e provedora dos cuidados da casa.

 

Eis algumas dicas para alterar este modo de funcionamento:

 

  • Não peça ajuda para as tarefas domésticas; isso vai dar a convicção ao seu marido que a casa é da responsabilidade da mulher, ajudando-o a demitir-se das suas próprias responsabilidades.
  • Sentem-se e falem sobre as várias tarefas e quais aquelas que cada um mais odeia fazer. Tentem fazer uma divisão justa das tarefas e escrevam quais as responsabilidades de cada um. As tarefas mais detestadas pelos dois, deverão ser feitas a meias ou por alguém fora do casal, se for possível.
  • Não espere que o seu marido adivinhe o que quer que ele faça, será mais produtivo dizer-lhe.
  • Cada pessoa tem uma visão diferente sobre as coisas; não vá atrás do seu marido alterar tudo o que ele fez, porque ficou pouco bem feito ou de uma forma que a si não lhe agrada; pelo contrário elogie o seu esforço para que este continue a responsabilizar-se pela casa de ambos.
  • Não comece a gritar cada vez que o seu marido desarrumar a casa ou não a arrumar; em vez disso diga-lhe com meiguice que tem que fazer o que estava estabelecido entre os dois.
  • Demonstre com mais tempo de qualidade e mais atenção que o esforço que o seu marido emprega nas tarefas domésticas tem resultados muito positivos para a vossa relação.

As tarefas domésticas são uma fonte de grande conflito no casal, que vão inundando de insatisfação a relação, levando inclusivamente muitas das vezes à ruptura, pelo que é necessário recorrer a um especialista matrimonial no caso de não conseguir implementar a mudança.

 

Clínica Psicologia Lisboa

Clínica Psicologia Lisboa

Consulta Psicologia Lisboa

Terapia Casal

Consulta Psicoterapia Lisboa

Consulta Porto

Consulta Faro

Consulta Aveiro

Consulta Braga

Consulta Santarém

Consulta Viana do Castelo

Consulta Leiria

Consulta Évora

Consulta Setúbal

Consulta Beja

Consulta Coimbra

publicado por Clínica Psicologia Lisboa às 23:07
link do post | favorito

O Consultório Psicologia Familiar é desenvolvido pela Clínica Psicologia Lisboa.

psicoterapiaDr. Pedro Albuquerque licenciou-se em Psicologia Clínica e do Aconselhamento, especializou-se em Psicoterapia de Grupo, Terapia de Casal e Coaching. Desenvolveu a sua práctica clínica no Hospital Júlio de Matos e em clínicas privadas. Possui estudos de doutoramento em Psicologia Clínica, pela Universidade de Coimbra. Formação em EMDR e Programação Neuro-Linguistica. É membro da Sociedade Portuguesa de Psicodrama, da Sociedade Portuguesa de Terapia Familiar, da Sociedade Portuguesa de Psicoterapias Construtivistas e da Associação Portuguesa para o Mindfulness. É fundador da Clínica Psicologia Lisboa.

psicoterapiaDr. Ana Teresa Marques licenciou-se em Psicologia Clínica, especializou-se em Psicoterapia Individual, Terapia de Casal e da Familia. Desenvolveu a sua práctica clínica no Instituto de Cardiologia Preventiva e em clínicas privadas. É membro da Sociedade Portuguesa de Terapia Familiar. É membro fundador da Associação Portuguesa para o Estudo e Prevenção dos Abusos Sexuais de Crianças e da Associação EMDR Portugal. É fundadora e Directora Clínica da Clínica Psicologia Lisboa.


CONTACTOS:
Morada: Av. João XXI, nº. 28, 2º.Dir, Lisboa
Telefone: 96 140 49 50
Telefone: 91 437 50 55
Email: clinica.psicologia.lisboa@gmail.com
Site: www.clinicapsicologialisboa.com

PESQUISAR NESTE BLOG

 

tags

todas as tags

links

subscrever feeds